Galandum Galundaina

Galandum Galundaina - A excelência da modernidade enraizada

Porque os seduzia o encontro com a identidade da terra natal que sabiam que lhes corria nas veias como essência primeira de vida, um dia decidiram aventurar-se pelas sendas e pelos trilhos da música tradicional da Terra de Miranda. E por esses caminhos se forma rendendo, em tons maiores de sedução e encantamento, aos sortilégios de uma herança cultural que sendo raiz de passado eles queriam que fosse sobretudo horizonte de futuro.

Queriam recolher, investigar e divulgar esse património vital do seu coração cultural e, emergindo do coração do Planalto Mirandês em meados dos anos 90 do século passado, o grupo Galandum Galundaina tornou-se uma referência seminal na vertente de reelaboração e actualização dos repertórios da tradição oral da música mirandesa – apre(e)ndidos por imersão por força da vivência no seio dessas mesmas comunidades e, anos mais tarde, abordados com o saber enriquecedor de quem realizou estudos superiores em conservatórios e universidades, nacionais ou estrangeiras –, com uma dimensão hoje muito legítima e merecidamente reconhecida a nível regional, nacional e internacional.

Para melhor concretizarem todo este laborioso trabalho de recuperação e de actualização renovadora e inovadora das sonoridades da música tradicional mirandesa – os temas utilizados, baseiam-se no repertório tradicional dando uma roupagem nas harmonizações vocais e rítmicas de densidades sonoras relevantes que ninguém fica indiferente –, os elementos do grupo socorreram-se de uma tão grande como invulgar variedade de ferramentas sonoras – instrumentos musicais – para o efeito construídos ou preparados/modificados pelo próprio grupo, conferindo-lhes uma característica sonora incomparável e original.

Reconhecidos e premiados, com três registos fonográficos e um videográfico que foram destacados pela crítica da especialidade e aclamados pelo público que faz de cada concerto um verdadeiro festim de intensa celebração cultural e de amplamente partilhado convívio, Galandum Galundaina assumiu sempre, ao longo dos vinte anos da sua existência, uma cumplicidade activa e dinâmica para a implementação, programação e apoio técnico de vários festivais e eventos a nível nacional.

Neste percurso, volvidos todos estes anos, as sendas e os trilhos que eles percorreram para a (re)descoberta da música tradicional mirandesa converteram-se num caminho original e inspirador para as novas gerações de músicos e instrumentistas, dentro e fora da terra de Miranda. Muito mais do que embaixador musical e cultural da Terra de Miranda, Galandum Galundaina é, aqui e agora, a expressão da excelência daquilo que de melhor se faz, no quadro da estética folk, em termos de reproposta das raízes musicais da identidade mirandesa.

Mário Correia

Os Galandum Galundaina foram os grandes vencedores da primeira edição dos Prémios Megafone.

SC - MTV Portugal, 18 de Outubro de 2010

A riqueza melódica de Senhor Galandum consegue ser mais ampla ao abrir portas a outros instrumentos e, logo, a outras músicas que assim fazem que a etiqueta do «tradicional» seja demasiado limitada para o que aqui se ouve.

João Moço - Notícias Sábado nº231, 12 de Junho de 2010

Vale a pena ouvir, por uma vez que seja, a herança do cancioneiro mirandês por quem a sabe de ginjeira. (...) Ele há rabecas, sanfonas, gaitas de fole portuguesas e galegas, flautas tamborileiro, caixas, adufes, bombos, castanholas, pandeiretas, realejos e mais uns quantos foliões, tudo em incontrolável algazarra nume empoeirada eira mirandesa. Fosse toda a música em Portugal assim.

Ricardo Braz Frade - Blitz, Abril de 2010

...os Galandum Galundaina são um dos mais sólidos e modernos projectos da música tradicional portuguesa, rainana, ibérica..

Luís Rei - Terra Pura 18AGO10, Cronicasdaterra.com

It was hard to sit still while listening to the Portuguese quartet Galandum Galundaina, who played a regional folk music from north-east Portugal with “feel-good” songs speaking of a rural lifestyle and love. Their high-spirited, infectious tunes are still reverberating in my head.

Iris Brooks, Saturday, 04 September 2010, Theartsdesk in Borneo

Uma razão para amar Portugal. É folclore mas não é purista. É o passado como o passado deve ser ouvido no futuro. É tremendo e (não) é português.

João Bonifácio - suplemento Y, Público, 12 de Março de 2010

Música colossal portuguesa. Vêm de terras de Miranda. É mais que música portuguesa. É a futura raiz de um povo. Bordem a oiro este nome na vossa memória fixa.

João Bonifácio - suplemento Y, Público, 15 de Abril de 2005

Uma magnífica tradução moderna da música raiana.

João Lisboa - Expresso, 2 de Abril de 2010